sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Muito bem...

 
Dr. Almeida Henriques, não se admire pois que o povo aguarde nova madrugada de nevoeiro, lá para 2017. Afinal de contas, uma pessoa que dedicou um quarto de século da sua vida à cidade merece mais, merece muito mais. Atenção, que povo não é ingrato!
 
PS: É impressão minha ou até a cidade parece mais suja?  

6 comentários:

  1. Muito mal !!! Diz tudo do personagem. É uma forma de continuar a afirmar a sua autoridade. EU quero, EU posso e EU mando.
    Não é pelo facto de ter sido tantos anos presidente que justifica uma cerimónia aparte. Era só o que faltava fazer uma festa só para Sua Exª .
    A descriminação positiva já está no Viriato de ouro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, nunca fui do Ruísmo.
      Mas a verdade é que Ruas não pediu nada. A verdade é que Ruas (apesar de muitos defeitos que podemos apontar) como poucos merece o Viriato de Ouro. E por merecer como poucos, ele deve ser entregue não numa sessão comum, mas numa sessão particular. Afinal de contas estamos a falar do homem que deixou uma marca na cidade (podemos gostar ou não) e que com isso mudou o rosto da mesma. Até podemos e devemos discordar de muitas decisões que Ruas tomou, mas não podemos negar o lugar especial que ele tem na história recente da mesma. Não é uma questão de descriminação positiva é uma questão de reconhecimento do fim de uma época. Mal andou o actual executivo em não se ter acautelado em fazer a justa homenagem. Ruas, até ao momento, não é apenas mais um autarcar, é "O Autarca". Com disse, não é uma questão de gosto pessoal (que nesse campo, basta procurar outros textos e verá a minha posição em relação ao Ruísmo) é uma questão de reconhecimento pelo trabalho, esforço e dedicação a uma cidade.

      Eliminar
  2. Fica mesmo mal não ir... será que não se toca? Toda a gente percebe que é por não lhe darem o subsídio. Haja decoro. Se não tem direito não tem , afinal já era reformado desde os 50 anos e sempre recebeu o salário e a reforma, a dobrar.... E ainda fica chateado com o Almeida por nao haver subsidio...???!!! Não há pachorra. O Almeida dá-lhe o ouro e ele fica amuado. Que vá passear com o Américo e o Lemos até Cabo Verde com o subsídio que este recebeu. Na volta vão todos a pé a Fátima pedir perdão de nos andarem a chatear a mona.

    ResponderEliminar
  3. Por quanto tempo mais,certos viseenses,pressentem a sombra de Fernando Ruas a pairar e a esvoaçar sobre as suas cabeças!Ruas ja foi,já passou.A história se encarregará com tempo e calma de fazer a "estória" de Ruas.Sabem uma coisa,tratem-se ou ainda vão parar a Abraveses.

    ResponderEliminar
  4. Mas deveria ir, o Viriato de Ouro é um reconhecimento do Município ou seja de todos os Munícipes. Os amuos já não são de agora...temos pena

    ResponderEliminar
  5. Um municipio ( neste caso um executivo camarário)sem memória é um executivo sem futuro.
    Almeida Henriques começou com este episódio a cavar o buraco que o fará sair da presidencia do municipio em 2017.

    ResponderEliminar

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.