terça-feira, 26 de agosto de 2014

2014


E são assim as tardes no centro histórico...

13 comentários:

  1. Evidentemente que foram todos feirar, de manhã para a feira semanal e à tarde para a feira anual de Viseu, antiga Feira Fanca de São Mateus e Feira de São Mateus. Este ano deveria chamar-se "Feira do Viriato"?

    ResponderEliminar
  2. É para tomar o balanço para as noites!
    Viseu a melhor cidade para BEBER com o mais alto patrocínio do gestor e seus comandos! Biba a bobadeira!

    ResponderEliminar
  3. Policia é à noite! De noite é que os abusos não páram. Está confirmado que a policia com a caça à multa anda a afastar as pessoas. Bonito serviço.

    ResponderEliminar
  4. Honra aos comerciantes e moradores que desde as obras de Ruas perderam todos os direitos. Nem estacionamento para eles ou clientes, nem sossego, nem pelo menos respeito. Agora são guardados horas a fio como se de energúmenos se tratasse.
    Honra, sim, porque a glória vai ser vã! Ninguém vai resistir a experiências sucessivas cujos resultados todos conhecem. Desertificação; mas o cenário depois de restauradas as fachadas vai dar boas fotos!

    ResponderEliminar
  5. Tinha alguma esperança que com tanta vontade de ouvir e preocupações com o Centro Histórico fosse de facto reais e não apenas show off. Afinal continuamos com as experiências sem sentido, cujo resultado a foto documenta. Maus resultados comprovam que o trabalho está a ser mal feito.

    ResponderEliminar
  6. Almeida não fez nada e já está no poleiro há quase um anos mas Sobrado desdobra-se em propaganda.

    Rui P.

    ResponderEliminar
  7. A caça à multa está a afastar as pessoas. Dou um exemplo, ontem estava a pensar almoçar por aquela zona, não encontrei lugar e acabei no Macdonalds. Ganhou a multinacional e perderam os pequenos negócios da zona histórica. Faça-se as contas do que está experiência mal pensada já custou e quem tem beneficiado com isso.

    ResponderEliminar
  8. Que palhaçada de conversa essa da caça à multa...Talvez existam menos meia dúzia de lugares, que era ridículo serem tolerados (como em frente à estátua do D. Duarte, por exemplo)... Enquanto não proibirem totalmente o estacionamento em frente à Sé (que é um crime ser permitido), não me venham falar de ir ao Mcdonalds almoçar por não se ter encontrado lugar para estacionar. Isso é patético e é uma história da carochinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não é caça à multa é o quê? Quando a multa era 9€ nem sequer se via a Polícia. Agora vêm de multibanco e chegam a juntar-se 3 carros, mas só na Praça D. Duarte, porque noutros locais fecham os olhos. Porque será? É bom que haja muita gente (de fora, claro) a dizer bem da medida que isso alivia as costas e a responsabilidade dos decisores. De resto veremos as consequências.
      Assim ninguém vem, meu caro!

      Eliminar
    2. Não sei quanto tempo tem para almoçar. Fora a maioria dos funcionários públicos e trabalhadores independentes a população activa tem horários para cumprir. Almoçava pelo menos 3 vezes por semana naquela zona. Esta semana ainda tentei uma vez, mas não fui nenhuma.Dessa vez fui ao mcdonalds porque não arranjei lugar. Entenderá como patético, mas é um facto. Eu lá me tratei, quem perdeu foram apenas os pequenos comerciantes por quem tenho muita admiração e respeito. Não têm sido bem tratados.

      Eliminar
  9. Circular a pé é capaz de nem ser má ideia. Eu pratico sempre que vou ao centro histórico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é saudável fazer isso ao vento, ao frio ou à chuva. Nessa altura, mais de metade do ano, também evitará essa zona. Não foi uma decisão bem pensada, ou pelo menos a pensar na vida daquela zona.

      Eliminar
    2. Sou frenquentador regular do espaço, sempre a pé. Entendo que a cidade foi desenvolvida de modo a facilitar a vida a quem usa carro, mas não deixo de considerar isso um sintoma de terra pequena.

      Eliminar

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.