terça-feira, 22 de julho de 2014

Senhora da Beira

Toda a gente diz: "Isto já não é o Senhora da Beira de outros tempos". Começo a dar-lhes razão! Nem uma linha sobre a principal entrevista do fim-de-semana.


Ps: Falta o link, mas vocês sabem do que estou a falar.

5 comentários:

  1. Infelizmente tenho de concordar. E a derrota é da cidade. comprova a tese de que a política causa muitas maleitas.

    ResponderEliminar
  2. O Senhor Coronel é adepto da disciplina dos quartéis e, convicto que ainda comanda mancebos, designa, pelo seu próprio punho e alto conceito, o seu sucessor (o nº 4 da lista!...) como líder da bancada do CDS na AM de Viseu, enquanto dura a sua auto-suspensão. Leram bem: designa! Não há cá lugar a votações ou "democratices" que isto não é uma rebaldaria. Manda quem manda e é Coronel, como foi em tempos na Grécia já moderna! Deus nos ajude...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro corajoso anónimo (ou será anónima?) apanha-me bem disposto e até vou responder ao seu ridiculo comentário. O eleitorado que me elegeu não segue a linha da nomenklatura nem a política do mercado do bulhão. Quando quiser saber as razões da decisão apareça cara a cara e explico-lhe. Com certa oposição nem são precisos apoiantes.
      Durma bem.
      Cumprimentos

      Eliminar
    2. Ó meu Coronel, folgo em saber que V. Exa. se encontra benzinho de saúde e de ainda melhor disposição mas, com sua licença, e não me leve a mal, tal facto não acrescenta um grama à minha felicidade, nem à do povo em geral. Quanto à "decisão" - como bem diz - foi, precisamente, uma "decisão" exclusivamente sua. Ora, parece-me que V. Exa. ainda não apreendeu na sua totalidade um conceitozinho simples, que passo a tentar explicar: comecemos pelo nome da coisa - chama-se (e eu soletro devagarinho para que apreenda com solidez) D-E-M-O-C-R-A-C-I-A. Vá, não custa nada. Outra vez: D-E-M-O-C-R-A-C-I-A. Está a ver que não custa mesmo nada! É que, sabe, nesta coisa chata de decidir em órgão colegiais (eu sei que é uma maçada, mas olhe, não leve muito a peito esta coisa da Constituição, da participação e do pluralismo, estou certo(a) que é uma moda que há-de passar...) existe um estorvo danado que são os restantes eleitos. Bem sei que nos quartéis não é nada assim, e por isso não lhe podemos exigir mais. Estas coisas vão lá com o tempo e com a aprendizagem. A "decisão", como lhe chama, e da forma como tomou aquela em concreto, costuma ocorrer em dois sítios em particular: nas ditaduras ou nas casernas... Seu/sua admirador(a). Cumprimentos, e boa disposição para o Senhor Coronel.

      Eliminar
    3. Caro(a) anónimo(a)
      Os assuntos do partido não são discutidos aqui mas ainda assim e pela última vez lhe respondo. O CDS não é excepção e mesmo em democracia há regras e disciplina, sim eu soletro devagarinho porque presume que não conhece tal valor, D I S C I P L I N A, partidária e até nas matérias de base, disciplina de voto. Leia os estatutos e o regulamento disciplinar do CDS disponivel no site nacional. Em segundo lugar e último, esteve por acaso na reunião em que este assunto a que alude foi discutido e decidido? Suspeito que não!
      Cumprimentos e menos azia

      Eliminar

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.