terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Os cem dias

Atrasada como sempre, a Tribuna chega aos cem dias de Almeida Henriques. Apesar do estado de graça ainda apelar a alguma moderação na análise, em abono da verdade, sou obrigado a concluir que esta terá de ser positiva. A oposição concorda comigo, li no Diário. Destes cem dias ficam três ideias para uma cidade com futuro: Ciclovia (para uma cidade moderna); preservação do Bairro Municipal (para quem respeita o passado); Bizzdirect no IPV (para ganhar o presente). Menos bom é o excesso de propaganda, que já vimos em Sócrates e nunca acaba bem; e o aparente desinteresse pelo CCDV/Mirita Casimiro que me leva a perguntar: Existe vereação da cultura? Sentir falta de Ana Paula Santana será sinal que já estamos a perder? Entretanto, a oposição vive num claro contra-senso: mesmo sem Ginestal não há registo de melhorias. Parabéns meus caros, era difícil mas vocês conseguiram. A exemplo das duas últimas décadas, é crível que a oposição continue a fazer de morta. Surpresa? Só mesmo para os ingénuos. E os ingénuos devem ser cínicos depois de terem sido ingénuos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.