terça-feira, 18 de junho de 2013

24 voltas no caixão

Ao fim de 24 anos a ler Sá Carneiro com os pés.

7 comentários:

  1. São estas mediocridades que ficarão para memória futura do tempo de Ruas. Tenho uma certa curiosidade em conhecer quem assinou o oficio de recusa. Seguramente alguém que apenas depende da politica e sem ela não pode ser ninguém. Quem foi?

    ResponderEliminar
  2. Que vergonha estarão "borrados" de medo de perder?

    ResponderEliminar
  3. Boa noite, deixo uma sugestão: "digitalizem e publiquem o ofício". Para que não restem dúvidas!
    Boa sorte.

    João Costa Loureiro

    ResponderEliminar
  4. A quinta é deles. Até Outubro!

    ResponderEliminar
  5. Não é por medo de perder seguramente,embora de dia para dia os indicadores refletirem uma queda abrupta de Almeida Henriques.Quanto mais se dá a conhecer mais perde. Trata-se apenas do pior do caciquismo, espirito mesquinho e tentativa de controlo de todas as actividades.É esta primitiva forma de estar que Ruas cultivou durante 24 anos. É um cenário muito parecido com a Madeira. Mas esses funcionários não têm mais com que se preocupar ou mais que fazer?

    ResponderEliminar
  6. Prepotência, descriminação, mesquinhez, são características desta noite negra que se abateu sobre Viseu. Como sempre, houve quem aplaudisse.

    ResponderEliminar

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.