quarta-feira, 14 de março de 2012

Salazar

A autarquia de Santa Comba Dão vai lançar a marca registada "Salazar". O primeiro produto a comercializar será um vinho de nome "Memórias de Salazar". Não sendo apreciador de vinhos ou de Salazar, creio que o paladar deve apresentar um toque de bonapartismo iluminado, a leveza do cesarismo imperial ficando na boca um ligeiro aroma a fascismo subtíl. O rótulo contará com um design vintage e inspirado em  frescos do integralismo lusitano bem como do maurrasianismo. Já a rolha apresentará cheiro a clericalismo bafiento. Aconselho os apreciadores a consumir o néctar fresco, de modo poupado e apenas em dias de arreigada disposição democrática.

2 comentários:

  1. Das duas uma ou há um grave problema de memória histórica em Portugal ou o vinho é uma grande surrapa e tudo serve para o despacharem! Só pode!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o reflexo da mentalidade que nos Governa, sem respeito ou conhecimento do passado, sem ideias sobre o presente ou pensamento sobre o futuro. Tudo vale para desviar a atenção do problema da dívida e da falta de verbas. Neste momento estou à espera do anúncio do pacote de amendoins "Orgulhosamente sós". Vivemos numa época em que bom senso não vem no dicionário.

      Eliminar

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.