sábado, 31 de março de 2012

Sábado de Anarquia


Fim-de-semana com tempo de sobra. Aconselho moderação na festa e a leitura de "Pura Anarquia". Humor sob a forma de papel, estampado em 18 deliciosos contos e condensados em 150 páginas. Da autoria de Woody Allen a obra faz uma crítica astuta a toda a tribo humana. Allen avança com uma reflexão humorada e muito própria sobre a delirante cultura ocidental. A civilização é nos apresentada na sua contemporânea, e por vezes fútil, perseguição da felicidade, as neuroses. as terapias pós-modernas e alternativas não são ignoradas. Os textos são pequenos reflexos da vida quotidiana, sempre sarcásticos, surreais q.b, brilhantes, impregnados de humor seco e inteligente, por vezes absurdos, mas sempre povoados de referências culturais. Estamos perante uma obra curta e de fácil digestão. Um dos melhores contos é "Querida Ama", a história de um casal que planeia matar a ama de serviço. Se chegar ao fim e o sarcasmo nova-iorquino de Allen não lhe tiver oferecido um sorriso de alegria, é sinal que faz da política profissão. Nesse caso, o seu bom humor só voltará após longas e dolorosas sessões de psicoterapia. Bom fim-de-semana e boa leitura. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.