sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

PSA e as dúvidas do PS



Como não poderia deixar de ser lamento o despedimento de 350 colaboradores da PSA.

A seguir a uma pergunta (esta é retórica), aproveito para esclarecer as dúvidas do PS local.

Pergunta: A política de austeridade que condenam não é a mesma, mais virgula menos virgula, que um governo da maioria PS assinou com a troika? 

Esclarecimento aos senhores deputados: Em alguns temas poderiam ser feitos ajustes, é certo. Mas grosso modo o actual governo tenta cumprir, bem ou mal, o que foi assinado pelo punho do último líder do PS. Já os deputados da actual maioria, salvo honrosas excepções, devem andar a fazer, mais virgula menos virgula, o que os deputados da anterior maioria, salvo honrosas excepções, andaram a fazer, nos seus 6 anos de governo. 

Que fique claro: Sem dúvida que saúdo o facto de os deputados questionarem, serem interventivos, serem activos, fiscalizarem os temas do distrito, averiguarem o modo como outros deputados locais desenvolvem a sua actividade, procurarem criar plataformas de entendimento. São todas atitudes louváveis, dignas, responsáveis e que justificam o voto da população. O problema é que só se lembram de o fazer quando são oposição, o que justifica os níveis de abstenção, votos nulos ou brancos.

De qualquer modo, o distrito agradece o vosso empenho!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Exceptuando casos de linguagem imprópria, todos os comentários serão aceites.